Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Agosto, 2017

Entrevista com a autora nacional Vivy Keury

Vivy Keury, 23 anos, casada, mora em Brasília DF. Ama ler, porém descobriu a paixão pela escrita no ano de 2015, vindo à escrever meu primeiro romance com uma pitada de sobrenatural

Como você descobriu que tinha paixão pela escrita?
Quanto eu decidi escrever, foi apenas por brincadeira,  nada que eu pensasse ser algo profissional, algum dia.  Creio que foi no momento que me comprometi com os meus leitores a sempre estar postando na data correta.

O que mais te inspira na hora de criar uma história?
Não há algo específico. Sempre tento focar na minha imaginação,  como se os personagens tivessem me contando a história,  e também,  seus próprios sentimentos.

A duologia Minha Doce foi construída com uma base sobrenatural, quais autores e livros você se inspirou para colocar em prática em sua própria obra?
Não me espelhei em ninguém, ou obra.  Minha antiga parceira de escrita que sugeriu colocar o anjo na história,  algo que eu não tinha cogitado,  porém,  fiz algumas pesquisas e implementei um…

Entrevista com a autora internacional Nancee Cain

Durante o dia, Nancee Cain trabalha como enfermeira no campo do vício para sustentar seu hábito de beber café e leitura. As noites são dedicadas a escrever romances paranormais e contemporâneos. Os autores sempre foram suas estrelas do rock, e ela sempre foi conhecida por perseguir alguns para um autógrafo, mas não com medo, Stephen King. Seu marido jura sua lista de "Para Ler" em seu e-reader, qualificá-la como um avaliador de livros certificável. Sempre procurando tentar algo novo, ela sonha em ser um extra em um filme de Bollywood ou um tatuadora. (Sua falta de ritmo e habilidade artística pode prejudicar esses dois sonhos).

Você tem dois livros sobre o tema sobrenatural com anjos (Sanving Evangeline) e com vampiros (Tempting Jo). Quando você percebeu que era boa nesse gênero?
Quando Saving Evangeline ficou em primeiro lugar no concurso de Escritores de Romance da América (chamado de Southern Magic) em 2014, eu pensei “ok, talvez eu realmente devesse ver este livro para pub…

Resenha: Fate de Audrey Carlan

Fate (Série Trinity  #5)  Audrey Carlan Lançamento: 22 de Agosto de 2017 Compre aqui Gênero: Romance Contemporâneo


Nem todos podem dizer que foram queimados pelo destino. Eu sou exceção.
Escaldada no sentido figurativo, emocional e fisicamente ... Tenho as cicatrizes pelo meu braço, costelas e quadril para provar isso.
Os médicos fizeram o que puderam para curar a pele desgastada usando outras partes do meu corpo. Foi o suficiente. Às vezes, o que não pode ser visto não pode ser curado.
O incêndio naquela noite levou mais do que minha pele. Destruiu meu talento, beleza e, o mais importante, destruiu a conexão que eu tinha com o homem que eu amava. Claro, fui eu quem o afastei, mas tive minhas razões. Eu fiz o que qualquer mulher faria na minha situação. Desisti de tudo para que um dia ele encontrasse felicidade e paz.
Agora eu curei um pouco por fora e por dentro, mas eu ainda anseio aquele que eu deixei para trás. Até hoje ele olha para mim com desejo em seus olhos, um calor tão brilhante em …

Review: Fate by Audrey Carlan

Fate (Trinity Series #5) by Audrey Carlan Release Date: 22nd August Buy Today Genre: Contemporary Romance




Not many can say they were burned by fate. I’m the exception.
Scalded figuratively, emotionally, and physically… I have the scars running down my arm, ribs, and side to prove it.
The doctors have done what they can to heal me by smoothing the abraded skin using other parts of my body. But they can only do so much. Sometimes, what can’t be seen can’t be healed.
The fire that night took more than a pound of flesh. It obliterated my talent, beauty, and most importantly, seared the connection I had with the man I loved. Sure, it was me who pushed him away, but I had my reasons. I did what any woman would do in my situation. I gave up everything so that one day he’d find happiness and peace.
Now I’ve healed a bit on the outside, and on the inside, but I still crave the one I let go. To this day he looks at me with fire in his eyes, a heat so bright in his being he glows with it. I fear the ligh…

Literatura Internacional x Nacional: Por que há preconceito?

Nós, árduos leitores sempre temos novidades de diversos livros, temos nossas preferências em gêneros, autores, tamanhos, formatos... entre tantas outras características! Acabamos lendo qualquer coisa que nos aparece na frente, não é mesmo?

Se acabamos nos limitando por essas características ou não, a questão é: por que há um preconceito na literatura brasileira? Por que pensam que a literatura internacional é melhor? O que difere uma da outra?

Ok, esse é um tema tanto polêmico, certo? Mas temos que analisar todos os motivos que levam a esse possível preconceito.

Muitas pessoas pensam que um livro internacional tem uma escrita melhor, o autor ou autora é conhecido(a), tem uma credibilidade, o leitor já está sabendo o que esperar.
Dá para listar inúmeros fatores que levam um leitor a ter esse pensamento!

Hoje em dia no Brasil os autores estão tendo uma chance maior, já que a segmentação da publicação independente está fazendo o autor manter seu próprio público, sem depender de grandes …

[Resenha]: Milagre Inesperado (conto) de Vivy Keury

Milagre Inesperado Vivy Keury Conto - Romance 40 páginas
SinopseNem tudo na vida é como a gente espera. Isso não seria diferente com Selena: Uma moça que veio de uma vida desprovida de regalias. 

Seu sonho em meio a toda dificuldade que rondava sua vida pacata e sem graça — como sempre frisava —, era o de ser mãe um dia. Mas a vida tem o poder de nos jogar à beira de um abismo e fazer com que lutemos para alcançar nossos objetivos e ela não fez diferente. 

Diante de seus vinte e nove anos, após uma notícia nada agradável e que poderia tirá-la o sonho de se tornar mãe um dia, acaba por decidir sair da pequena cidade do interior do Piauí, onde morava, rumo a grande cidade de São Paulo. 

Nesse novo destino, Selena conhecerá novas pessoas, das quais a ajudarão persistir, mesmo tentando a todo custo ser mãe através da inseminação artificial e falhar algumas vezes. Anos se passam, e em meio a tantas falhas, acaba trancando seu interior em uma tristeza diária, mas por fora, o sorriso jazia em seus …

[Resenha]: Memories of You de AC Jade

Memories of You AC Jade 147 páginas Poesia Edição Kindle Lançamento: 30 de Julho de 2017

Uma coleção de poesias inspiradas no livro The Foreigner

ResenhaMemories of You é um livro de poesias da autora AC Jade, nessa coleção ela nos traz uma inspiração de outra publicação sua, o título The Foreigner. Nessa junção de palavras bonitas, poesias se formam inspiradas no amor, na família, amigos e o mais importante, na busca de autoconhecimento, de uma identidade, mostrando verdadeiramente o que uma mulher determinada é capaz de fazer, sem medos.
Uma leitura rápida em 147 páginas e 135 poesias que podem fazer qualquer um suspirar. Algumas poesias em terceira pessoa, outras em primeira. É difícil não se apaixonar, sem contar a diagramação. Cada poesia recebe a diagramação que merece, corações, flores, tudo o que combina com a poesia e com o seu título.
Não li ainda The Foreigner, mas pelas palavras inspiradas e colocadas nesse livro é possível observar uma junção incrível de paixão e ensinamentos. Iss…

[Review]: Memories of You by AC Jade

Memories of You AC Jade 147 pages Poetry Kindle Edition Release date: 30th July, 2017

A collection of poetry inspired by the book The Foreigner

ReviewMemories of You is a poetry book by AC Jade, in this collection she brings us an inspiration about another published book, The Foreigner. In this union of beautiful words, poetries are formed inspired by love, family, friends and the most important thing, by the search of self-discovery, of your identity, showing truly what a confident woman is capable to do, with no fears.
A quick read in 147 pages and 135 poetries that can make anyone take your breath away. Some poetry in third person, others in first person. Is hard to not fall in love, without counting the formatting. Each poetry receives what it match, for example, hearts, flowers, etc.
I haven’t read The Foreigner yet, but according with the inspired words written in this book is possible to see a connection between passion and teachings. This is what every good romance is able to give us.
R…