Pular para o conteúdo principal

Entrevista com Tracy Lorraine

acredite no "felizes para sempre"... finalmente.



Tracy Lorraine é uma autora de romances M/F (hétero) e M/M (LGBT). Acabou de chegar aos seus trinta e vive na pequenina vila de Cotswold na Inglaterra com seu marido, filha e um amável, mas louco cão. Sempre foi uma bookaholic presa em seu Kindle. Tracy decidiu tentar escrever uma história que surgiu em um sonho e nunca mais olhou para trás desde lá. Ela é autora das séries Angel e Chasing.







Ficou ansioso(a) para saber mais sobre essa autora independente, não é? Pois bem, hoje trago a vocês um divertido bate-papo que tive com ela recentemente! Bora conferir?


Quando você percebeu que escrever era algo que você queria fazer em sua vida?
Eu estava passando por um momento agitado e ler foi minha escapatória. Eu pensei que seria divertido escrever minha própria história. Eu gostei da ideia de escapar para um outro mundo! Eu acordei certa manhã tendo um sonho e foi isso, Molly nasceu. Eu nunca tive a intenção de deixar ninguém ler aquilo, mas eu fiz e estou agora aqui. Eu ainda tenho que ficar me beliscando toda hora para perceber que agora eu tenho seis livros lançados para as pessoas lerem e se divertirem.

Quais autores você se inspirou para começar essa jornada?
Kristy Bromberg foi a principal, mas também TM Frazier, LA Casey, Samantha Young, Helena Hunting e Christina Lauren são minhas autoras favoritas, mas tenho muitas outras que eu amo.

Você trabalha bastante com livros de romance M/F (hétero), mas recentemente você lançou um livro de romance M/M (LGBT)! Como foi isso para você? Foi um desafio escrever?
Eu amo ler os dois tipos de livros de romance. Eu nunca tive a intenção de apenas escrever romance M/F, essas histórias vêm até mim. Mas uma manhã aqueles dois caras começaram a conversar comigo e depois de quase seis meses depois foi quando dei uma pausa na minha outra série e comecei a escrever essa história.

O que significa para você ser uma autora?
Significa muitas coisas, foi uma mudança inesperada na minha vida, mas eu tive que ler, saber e progredir muito para isso. Significa que eu tenho que ser criativa, não apenas com as palavras, mas com planejamento. Eu posso me perder em vários outros mundos e criar pessoas incríveis. Mas também fez valer a pena as pessoas que conheci e os novos amigos que fiz, e acabei tendo uma forma de ficar em casa com minha menininha e vê-la crescer todos os dias.

Vendo todos os seus livros, suas séries, qual é seu livro favorito? Aquele pelo qual você mais se divertiu ao escrever e ao criar os personagens?
Isso é muito difícil. Eu adorei escrever todos eles. Os personagens têm conversado por tanto tempo na minha cabeça que é legal retirá-los assim... Pois bem, se eu tivesse que escolher um eu acho que eu diria Emma, porém, bem pertinho dela eu colocaria Chasing Logan. Emma foi tão emocionante de escrever, ela é uma mulher muito comum, autoconsciente e tímida, mas ela defende o que ela acha certo para ela, mesmo que, no final, ela esteja errada!

Como autora de romances, você gostaria de escrever outro gênero? Paranormal? Fantasia?
Eu sou realmente uma maluca por romances! Contemporâneo, New Adult, Jovem Adulto, suspense, esporte, comédia.

O que te ajuda na hora que você está escrevendo? O que te inspira para criar uma história?
Geralmente é música, muitas das minhas ideias também aparecem quando estou dirigindo com música ou quando eu ouço algo que chama minha atenção.


Para diversão, vamos fazer um jogo. Eu lhe dou algumas opções ou palavras e você responde com coisas que mais gosta!
Um filme:  Bridget Jones
Um seriado:  Gavin and Stacey
Uma música: Ed Sheran – Shape of you
Cinema ou Netflix?  Netflix
Um livro: Slow Burn de Kristy Bromberg
Um amor: Sapatos
Uma frase: "O tempo é precioso, gaste-o com sabedoria." 
Um ator: Channing Tatum
Uma atriz: Keira Knightley 




Conecte-se com a autora














Paula M. C. Basílio
blogueira e autora
Conheça no:

Comentários

Postagens mais vistas

Resenha: The Roman - Sylvain Reynard

LANÇAMENTO: 06/12/2016
TÍTULO: THE ROMAN
GÊNERO: FICÇÃO, THRILLER, ROMANCE
AUTOR: SYLVAIN REYNARD
NÚMERO DE PÁGINAS: 300
EDITORA: EVERAFTER ROMANCE
IDIOMA: INGLÊS



SINOPSE
Raven e sua irmã, Cara, estão à mercê de um pequeno destacamento de vampiros florentinos, que estão entregando-as como uma oferta de paz para a temida Curia em Roma. Embora não tenha certeza de que William sobreviveu ao golpe que derrubou seu principado, Raven está determinada a proteger sua irmã a qualquer custo, mesmo que isso signifique desafiar Borek, o comandante do destacamento. Em um esforço para impedir que Raven caia nas mãos de seus inimigos, William se põe à mercê do romano, o perigoso e misterioso rei vampiro da Itália. Mas o romano não é o que ele espera ... Alianças e inimizades mudarão e se fundirão quando William luta para salvar a mulher que ama e seu principado, sem mergulhar a população de vampiros numa guerra mundial. Esta conclusão impressionante para a série florentina terá leitores em toda a Itália e além …

Review: The Roman - Sylvain Reynard

RELEASE DATE: DECEMBER 6TH
TITLE: THE ROMAN
GENRE: FICTION, ROMANCE, THRILLER
AUTHOR: SYLVAIN REYNARD
PAPERBACK: 300 PAGES
PUBLISHER: EVERAFTER ROMANCE
LANGUAGE: ENGLISH




SYNOPSIS
Raven and her sister, Cara, are at the mercy of a small detachment of Florentine vampyres, who are delivering them as a peace offering to the feared Curia in Rome.
Though she’s unsure William survived the coup that toppled his principality, Raven is determined to protect her sister at all costs, even if it means challenging Borek, the commander of the detachment.
In an effort to keep Raven from falling into the hands of his enemies, William puts himself at the mercy of the Roman, the dangerous and mysterious vampyre king of Italy. But the Roman is not what he expects …
Alliances and enmities will shift and merge as William struggles to save the woman he loves and his principality, without plunging the vampyre population into a world war. This stunning conclusion to the Florentine series will take readers across Italy and…

Entrevista com o fenômeno literário, J. A. Redmerski

Hoje o blog recebe uma das autoras mais vendidas ao redor do mundo, ocupando o primeiro lugar na lista dos jornais The New York Times, USA Today e Wall Street Journal. Suas obras já foram traduzidas para mais 20 idiomas! Aqui ela bate um papo comigo sobre algumas novidades para os fãs, inspirações para a sua escrita e muito mais!



Seus trabalhos têm sido traduzido em mais de vinte idiomas. Wow, isso é definitivamente grande! Você já imaginou chegar onde está agora?
Eu sempre sonhei isso, mas eu realmente nunca imaginei o sucesso – é algo surpreendente e arrebatador!

Por que você começou a escrever? Você teve alguma inspiração por alguns autores e seus trabalhos?
Eu comecei a escrever aos 13 – romances, enfim; mas antes disso eu sempre estive escrevendo algo. Eu fui inspirada principalmente por autores como Anne Rice e Neil Gaiman, dois de meus autores preferidos.

Você tem planos para traduzir seus outros livros para o português aqui no Brasil?
Eu adoraria ter todos os meus livros traduzidos,…